Interview | Egberto Turato: “Muitas das pesquisas que são qualitativas, nem se intitulam como tal, o que mostra que ‘estão perfeitamente em casa’”.

The Bahiana Journals webportal spoke with Prof. Egberto Turato about the the challenges of qualitative research in Brazil. Read and #ShareKnowledge. (Text in Brazilian Portuguese).

 

Bahiana Journals – Quais são os desafios da publicação qualitativa no Brasil?

Escrever no paradigma das psicologias ou com suporte teórico da psicodinâmica é mais fácil do que produzir resultados qualitativos para o leitor e consumidor da área da saúde assistencial, pois as psicologias, sobretudo as de base clínica, trabalham já sob o paradigma humanístico. Dessa forma, a construção do projeto de pesquisa, a coleta de dados e a redação dos resultados estão em harmonia com o paradigma e tendem a se afinar melhor com o perfil esperado pela revista.

 

BJ – Como você avalia os artigos científicos que abordam pesquisas qualitativas no campo da Psicologia produzidos aqui no Brasil atualmente?

Se forem artigos científicos de natureza qualitativa, porém com suporte teórico de autores e escolas psicanalíticas, as propriedades são tão claras que não há resistência de ordem paradigmática para que tais textos sejam publicados nas revistas de psicologia afinadas com esse paradigma. Muitas dessas pesquisas que são qualitativas, nem se intitulam como tal, o que mostra que “estão perfeitamente em casa”.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: