PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES ESCORPIÔNICOS EM CRIANÇAS, NO ESTADO DA BAHIA, DE 2007 A 2010

Autores

  • Juliana Modesto dos Santos Hospital Israelita Albert Einstein
  • Gabriela da Silva Croesy Universidade do Estado da Bahia
  • Lílian Fátima Barbosa Marinho Escola Bahiana de Medicina e Saúde

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v1i1.47

Palavras-chave:

Saúde pública, Escorpião, Perfil epidemiológico, Criança

Resumo

O escorpionismo é um problema de saúde pública devido à elevada incidência em várias regiões do Brasil. A sua importância se dá em virtude da grande ocorrência com potencial gravidade, principalmente em crianças. Desta forma, o presente estudo se propõe a descrever o perfil epidemiológico dos acidentes escorpiônicos com crianças (de 0 a 9 anos), no Estado da Bahia, de 2007 a 2010. Trata-se de um estudo descritivo, de caráter exploratório, com abordagem quantitativa; em que se utilizou dados secundários obtidos no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), disponíveis no site do DATASUS. Dentre os 5.073 casos notificados à Secretaria Estadual de Saúde neste período, as microrregiões do Centro-Sul da Bahia apresentaram os maiores valores percentuais e riscos, quando calculadas as proporções e coeficientes de incidência, anualmente. A maioria dos acidentes acometeu crianças do sexo masculino, os atendimentos ocorreram em até 3 horas após a picada, foram classificados como leves e evoluíram para a cura. Entretanto, enquanto o acidente escorpiônico for considerado um importante problema de saúde pública há necessidade de novos estudos para que haja confronto dos resultados até então apresentados, que culminem em maior compreensão do perfil e epidemiológico de tais eventos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Juliana Modesto dos Santos, Hospital Israelita Albert Einstein

    Enfermeira e discente do Curso de Especialização em Enfermagem de Cardiologia e Hemodinâmica da Faculdade de Enfermagem do Hospital Israelita Albert Einstein

  • Gabriela da Silva Croesy, Universidade do Estado da Bahia

    Enfermeira e residente em UTI da Universidade do Estado da Bahia

  • Lílian Fátima Barbosa Marinho, Escola Bahiana de Medicina e Saúde
    Enfermeira. Doutora em Saúde Pública pela Universidade Federal da Bahia. Professora da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Downloads

Publicado

03.12.2012

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

1.
Santos JM dos, Croesy G da S, Marinho LFB. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES ESCORPIÔNICOS EM CRIANÇAS, NO ESTADO DA BAHIA, DE 2007 A 2010. Rev Enf Contemp [Internet]. 3º de dezembro de 2012 [citado 20º de maio de 2024];1(1). Disponível em: https://journals.bahiana.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/47

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>