[1]
“As funções do brincar para criança hospitalizada”, Rev Psi Divers Saúde, vol. 7, nº 1, p. 89–100, mar. 2018, doi: 10.17267/2317-3394rpds.v7i1.1800.