Práticas integrativas e complementares para alívio ou controle da dor em oncologia

Autores

  • Ana Carolina de abreu Moura Centro Universitário Ruy Barbosa-UniRuy/ Wyden
  • Cíntia Carolina Silva Gonçalves Centro Universitário Ruy Barbosa/ Wyden

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v9i1.2649

Palavras-chave:

Práticas Integrativas e Complementares. Dor do Câncer. Enfermagem. Neoplasias.

Resumo

OBJETIVO: Apresentar as principais práticas integrativas e complementares (PICS) empregadas para alívio ou controle da dor em oncologia e identificar a práxis dos enfermeiros na utilização das PICS em pacientes oncológicos. MÉTODO: Revisão integrativa da literatura nas bases de dados LILACS, SciELO, BDENF e MEDLINE durante o período de 2008 a 2018. Utilizada a análise do conteúdo de Bardin. RESULTADOS: Foram selecionados 13 artigos para a realização deste estudo, sendo que 69,2% destes publicados por enfermeiros. Quanto ao ano de publicação, 2018 apresentou maior número de publicações (30,8%) e a base de dados com mais publicações foi a LILACS (53,8%). As principais PICS adotadas para o alívio ou controle da dor foram a acupuntura, acupuntura auricular, fitoterapia, reiki, homeopatia e a reflexologia podal. A práxis dos enfermeiros na utilização das PICS ressalta sua importância na educação em saúde e na sua aplicabilidade. CONCLUSÕES: As PICS, principalmente acupuntura, fitoterapia, reiki, homeopatia e reflexologia podal, representam recursos terapêuticos importantes no alívio da dor oncológica. A práxis dos enfermeiros na utilização desta terapêutica em pacientes oncológicos em hospitais, ainda se constitui um desafio em função da dificuldade de lidar com a hegemonia do modelo biomédico e à deficiência na formação acadêmico-profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina de abreu Moura, Centro Universitário Ruy Barbosa-UniRuy/ Wyden

Brasileira, 31 anos, nascida na cidade de Salvador-BA. Bacharela em Enfermagem pela UniRuy/ Wyden, desde 2019. Possui curso de extensão em Fisiopatologia Aplicada pela UFBA. Foi discente extensionista da UniRuy, no Projeto de extensão EnferZen, realizando prática de auriculoterapia. Realizou apresentação de trabalho na VII Jornada de Saúde do Centro Universitário Ruy Barbosa e na Mostra de Pesquisa em ciência e Tecnologia 2019. Possui curso de extensão de Auriculoacupuntura. Realizou Capacitação em Pediatra para enfermeiros, no Hospital Martagão Gesteira (setor: oncologia pediátrica).

Cíntia Carolina Silva Gonçalves, Centro Universitário Ruy Barbosa/ Wyden

Enfermeira, docente do curso de enfermagem - Centro universitário Ruy Barbosa/ Wyden
Mestre em medicina e saúde humana
Especialista em terapia intensiva.

Publicado

2020-04-16

Como Citar

Moura, A. C. de abreu, & Silva Gonçalves, C. C. (2020). Práticas integrativas e complementares para alívio ou controle da dor em oncologia. Revista Enfermagem Contemporânea, 9(1), 101–108. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v9i1.2649

Edição

Seção

Estudos de Revisão: Sistemática ou Integrativa (apenas)