Significados de grupo de apoio para familiares na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v9i2.2819

Palavras-chave:

Grupos de apoio. Família. Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

Resumo

OBJETIVO: analisar o significado que familiares de recém-nascidos internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal atribuem ao Grupo de Apoio. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo-exploratório de abordagem qualitativa, desenvolvido na unidade de um hospital público. Participaram sete familiares de recém-nascido internados. Os dados foram coletados em 2017 por meio de entrevista semiestruturada e analisados através da Análise de Conteúdo de Bardin. RESULTADOS: Emergiram duas categorias, sendo elas: Grupo de Apoio como cenário de suporte emocional para familiares na unidade e Grupo de Apoio como cenário de informação para familiares na unidade. O Grupo significou um cenário de suporte e cuidado para a família na unidade, sob a forma de suporte emocional associada à formação de vínculos e suporte de informação, surgindo como excelente ferramenta de apoio aos seus membros. CONCLUSÃO: o grupo de Apoio se configurou como espaço de cuidado e suporte para os familiares, através do compartilhamento das experiências, vínculos estabelecidos e informações ofertadas, obtendo efeito positivo no processo de hospitalização dos pacientes e seus familiares, solidificando a humanização entre os profissionais de saúde.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Aisiane Cedraz Morais, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
    Doutora em Enfermgem pela Universidade Federal da Bahia. Docente da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia.
  • Jéssica Souto Mascarenhas, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
    Enfermeira pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Enfermeira Assistencial do Hospital da Criança Feira de Santana, Bahia, Brasil
  • Jairo Caique de Araujo, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
    Enfermeiro pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Enfermeiro Assistencial do Hospital São Matheus, Feira de Santana, Bahia, Brasil.
  • Manuela de Jesus Souza, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
    Enfermeira pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Enfermeira Assistencial do Hospital Dom Pedro de Alcantara, Feira de Santana, Bahia, Brasil.
  • Rita da Cruz Amorim, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
    Professora Adjunta da Universidade Estadual de Feira de Santana, Pesquisadora do NUPEC, Feira de Santana, Bahia, Brasil.
  • Isamara de Sousa Lima, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
    Enfermeira pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Residente em Saúde da Criança do Hospital Matargão Gesteira, Salvador, Bahia, Brasil

Publicado

28.09.2020

Edição

Seção

Artigos Originais

Como Citar

1.
Morais AC, Mascarenhas JS, de Araujo JC, Souza M de J, Amorim R da C, Lima I de S. Significados de grupo de apoio para familiares na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Rev Enf Contemp [Internet]. 28º de setembro de 2020 [citado 20º de julho de 2024];9(2):168-76. Disponível em: https://journals.bahiana.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/2819

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)