Cirurgia plástica estética em mulheres e autoestima: um estudo qualitativo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2023.e5277

Palavras-chave:

Cirurgia Plástica, Autoestima, Psicologia

Resumo

INTRODUÇÃO: Atualmente a cirurgia plástica tornou-se uma alternativa para as mulheres conquistarem a beleza ideal. As mudanças corporais objetivam alterar ou melhorar a autoestima, eliminando aquilo que é indesejável ou que não é socialmente aceito. Sendo o ideal de beleza atravessado pela mídia e cultuado pela sociedade, explorar a percepção da cirurgia plástica na autoestima de mulheres pode auxiliar a compreensão do número expressivo de mulheres submetidas aos procedimentos estéticos. OBJETIVO: Analisar a percepção de autoestima no pré e pós-operatório de mulheres submetidas a cirurgia plástica estética. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal, qualitativo e exploratório, com 10 mulheres no ano de 2022; a coleta ocorreu em duas etapas, pré e pós cirurgia, nas duas etapas utilizou-se entrevista semiaberta e a escala de Autoestima de Rosenberg (1965), a análise dos dados foi a partir da análise de conteúdo de Bardin (2011). RESULTADOS: Apontam não haver evidências de conteúdo de baixa autoestima no pré e pós – cirúrgico, e sim, na melhora da autoestima, sugerindo a ligação entre procedimento cirúrgico estético e a autoexigência aos padrões socioculturais de beleza, sendo o procedimento cirúrgico recurso rápido, eficiente e de fácil acesso, proporcionando como consequência secundária melhora na qualidade. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A cirurgia plástica promove a melhora na percepção da autoestima, porém não foi o fator determinante para a submissão ao procedimento cirúrgico das participantes, apontando assim, para a necessidade de estudos sobre outros fatores que motivam a submissão em procedimentos estéticos, como as mídias sociais.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Josiane Araújo de Sousa, Centro Universitário do Maranhão (Imperatriz). Maranhão, Brasil.

    J

Referências

Anjos, L. A., & Ferreira, Z. A. B. (2021). Saúde Estética: Impactos Emocionais causados pelo padrão de beleza imposto pela sociedade [Salud Estética: Impactos emocionales provocados por el estándar de belleza impuesto por la sociedade]. Id on Line Revista Multidisciplinar e de Psicologia, 15(55), 595–604. https://doi.org/10.14295/idonline.v15i55.3093

Baima, A. L. F. (2007). As turbinadas e os pigmaleões: implantes mamários de silicone e a beleza construída [Las turbinas y lospigmaliones: implantes mamarios de silicona y belleza construída] [Dissertação de mestrado, Universidade do Estado do Rio de Janeiro]. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UERJ. https://www.bdtd.uerj.br:8443/handle/1/4242

Barbosa, B. R. S. N., & Silva, L. V. (2016). A mídia como instrumento modelador de corpos: um estudo sobre gênero, padrões de beleza e hábitos alimentares [Los medios de comunicación como instrumento modelador de cuerpos: um estudio sobre género, estándares de belleza y hábitos alimentarios]. Razón y Palabra, 20(94), 665–679. https://revistarazonypalabra.org/index.php/ryp/article/view/732

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo [Análisis de contenido]. Edições 70.

Carvalho, L. O., Lima, A. V. R., Carvalho, A. B. O., Melo Neto, J. O., Oliveira, A. B. M., Simão, M. L. C., Sousa, D. H. A. V., & Arruda, I. T. S. (2021). As consequências físicas e psicológicas da realização de cirurgias plásticas com finalidade estética [Las consecuencias físicas y psicológicas de la cirugía plástica con fines estéticos]. Brazilian Journal of Health Review, 4(3), 12316–12327. https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-208

Costa, V. A. S. F., Silva, S. C. F., & Lima, V. C. P. (2010). O pré-operatório e a ansiedade do paciente: a aliança entre o enfermeiro e o psicólogo [El pre operatorio y la ansiedade del paciente: la alianza entre la enfermera y el psicólogo]. Revista da SBPH, 13(2), 282–298. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582010000200010

Evans, G. T. (2003). Cirurgia plástica: estética e reconstrutora [Cirugía plástica – estética y reconstructiva]. Revinter.

Fardouly, J., & Holanda, E. (2018). Social media is not real life: The effect of attaching disclaimer-type labels to idealized social media images on women’s body image and mood [Las redes sociales no sonla vida real: elefecto de colocar etiquetas tipo descargo de responsabilidad a imágenes idealizadas de las redes socialesenlaimagen corporal y el estado de ánimo de lasmujeres]. New Media & Society, 20(11), 4311–4328. https://doi.org/10.1177/1461444818771083

Ferreira, J. B., Lemos, L. M. A., & Silva, T. R. (2016). Qualidade de vida, imagem corporal e satisfação nos tratamentos estéticos [Calidad de vida, imagen corporal y satisfacción com los tratamientos estéticos]. Revista Pesquisa em Fisioterapia, 6(4), 402–410. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v6i4.1080

Floriani, F. M., Marcante, M. D. S., & Braggio, L. A. (2014). Auto-estima e auto-imagem a relação com a estética [Autoestima y autoimagen la relación con la estética]. Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. https://siaibib01.univali.br/pdf/Flavia%20Monique%20Floriani,%20Márgara%20Dayana%20da%20Silva%20Marcante.pdf

Francisco, B. S., & Scheidt, G. (2021). A influência da estética na autoestima e qualidade de vida [La influencia de la estética en la autoestima y la calidad de vida] [Trabalho de conclusão de curso, Universidade do Sul de Santa Catarina]. Repositório Universitário da Ânima (RUNA). https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/18006

ISAPS. (2022.). Discover the results of ISAPS Global Survey [Descubra los resultados de la encuesta mundial de la ISAPS]. https://www.isaps.org/pt/discover/about-isaps/global-statistics/

Magalhães, C. (2020). Cirurgia plástica estética relacionada ao estado nutricional e imagem [Cirugía plástica estética relacionada com el estado nutricional y la imagen] [Trabalho de conclusão de curso, Pontifícia Universidade Católica de Goiás]. Repositório Acadêmico da Graduação (RAG). https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/759

Menegassi, L., & Guimarães, R. S. (2012). Cirurgia plástica estética: que expectativas são essas? [Cirugía plástica estética: ¿cuáles son estas expectativas?]. Revista de Psicologia, 3(1), 51–67. http://periodicos.ufc.br/psicologiaufc/article/view/104

Meyer, D., & Goulart, G. (2019). Avaliação da autoestima das mulheres que realizam procedimentos estéticos nas Clínicas Escolas da Unisul-Pedra Branca [Evaluación de la autoestima de mujeres sometidas a procedimientos estéticos enlas Clínicas Escolares Unisul-Pedra Branca]. [Trabalho de conclusão de curso, Universidade do Sul de Santa Catarina]. Repositório Universitário da Ânima (RUNA). https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/7939

Milezi, A. F., & Stieven, P. L. (2018). A responsabilidade civil do médico na cirurgia plástica estética [La responsabilidad civil del médico em la cirugía plástica estética]. Revista Jurídica Direito e Cidadania na Sociedade Contemporânea, 2(1), 138-149. http://revistas.fw.uri.br/index.php/rev_jur_direitoecidadania/article/view/3432

Montoro, F. F. (2016). Cirurgia Plástica e Subjetividade Feminina: Um Estudo Interdisciplinar [Cirugía plástica y subjetividadfemenina: unestudiointerdisciplinario]. Centro Universitário de Brasília. https://doi.org/10.5102/pic.n1.2015.5418

N’Bundé, D. S. (2017). Cirurgia plástica estética feminina como estratégia para acessar benefícios [La cirugía plástica estética femenina como estrategia para acceder a benefícios] [Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina]. Repositório Institucional da UFSC. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/183439

O’Brien, B. C., Harris, I. B., Beckman, T. J., Reed, D. A., & Cook, D. A. (2014). Standards for reporting qualitative research: a synthesis of recommendations [Estándares para informar sobre investigaciones cualitativas: una síntesis de recomendaciones]. Academic Medicine Academic Medicine, 89(9), 1245–1251. https://doi.org/10.1097/ACM.0000000000000388

Peres, A. L. E. (2017). Qualidade de vida e nível de satisfação corporal pós-cirurgia plástica [Calidad de vida y nivel de satisfacción corporal después de la cirugía plástica] [Trabajo final de curso, Centro Universitário do Cerrado Patrocínio]. Repositório UNICERP. https://www.unicerp.edu.br/ensino/cursos/fisioterapia/monografias/2018/QUALIDADEDEVIDAENIVELDESATISFACAOCORPORAL.pdf

Pinheiro, T. A., Piovezan, N. M., Batista, H. H. V., & Muner, L. C. (2020). Relação dos procedimentos estéticos com satisfação da autoimagem corporal e autoestima de mulheres [Relación entre procedimientos estéticos y satisfacción de la autoimagen corporal y autoestima em mujeres]. Revista Cathedral, 2(1). http://cathedral.ojs.galoa.com.br/index.php/cathedral/article/view/106

Rosenberg, M. (1965). Society and the adolescent self-image [La sociedad y la autoimagen del adolescente]. Princeton University Press.

Santos, G. R., Araújo, D. C., Vasconcelos, C., Chagas, R. A., Lopes, G. G., Setton, L., Costa, R. A., & Pimentel, D. (2019). Impacto da mamoplastia estética na autoestima de mulheres de uma capital nordestina [Impacto de la mamoplastia estética en la autoestima de mujeres de una capital del noreste]. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, 34(1), 58–64. https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/fr/biblio-994546

Schultheisz, T. S. V., & Aprile, M. R. (2013). Autoestima, conceitos correlatos e avaliação [Autoestima, conceptos relacionados y evaluación]. Revista Equilíbrio Corporal e Saúde, 5(1), 36–48. https://scholar.googleusercontent.com/scholar?q=cache:XZePqE7STGoJ:scholar.google.com/&hl=pt-BR&as_sdt=0,5

Vaz, S. R., Rodrigues, M. C., Nascimento Filho, F. H. W. M., Almeida, T. A. C., & Moraes, N. F. (2023). Cirurgia plástica e a autoestima: uma análise do impacto de cirurgias estéticas sobre a autoimagem do paciente [Cirugía plástica y autoestima: un análisis del impacto de las cirugías estéticas em la autoimagen del paciente]. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, 1(1), 188–199. https://doi.org/10.51891/rease.v1i1.10506

Voese, C. F., Kleinpaul, W. V., & Petry, A. R. (2015). Cirurgia plástica estética: experiências sobre (re)construções corporais e implicações para enfermagem [Cirugía plástica estética: experiencias sobre (re)Construcciones corporales e implicaciones para la enfermería]. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, 16(2), 185–193. http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/2703

Publicado

18.12.2023

Edição

Seção

Artigos Originais

Como Citar

Cirurgia plástica estética em mulheres e autoestima: um estudo qualitativo. (2023). Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 12, e5277. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2023.e5277

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>